quarta-feira, 20 de julho de 2011

Carimbo de escudete

XX réis, 1753, com carimbo de escudete
alterando o valor para XL réis
Em 1799, durante o reinado de D. Maria I, o governo português autorizou a quebra do padrão monetário, reduzindo o diâmetro e a espessura das moedas de cobre, mantendo, porém, o valor facial. Em 1809, com o objetivo de uniformizar o meio circulante, D. João determinou a aposição de carimbo na forma de escudete nas moedas de cobre de XL, XX, X e V réis, cunhadas antes de 1799, para duplicar-lhes o valor.
fonte: Acervo do Museu de Valores

Nenhum comentário:

Postar um comentário