quarta-feira, 26 de junho de 2019

Museu de Valores e Galeria de Artes - Exposições

Exposição:  História da Numismática Eslovena
Local:         Museu de Valores do Banco Central do Brasil
Período:      Até 24 de agosto de 2019
Horários:     terça a sexta, das 10h às 18h*, aos sábados 14h às 18h*
Peças numismáticas da Eslovênia
Aproveite e visite também a  Galeria de Artes - 8º andar do prédio do BC.
Obra: Festa Junina - 35 x 53 cm
Autor: Fúlvio Pennacchi
(*) última entrada 17:30h

terça-feira, 11 de junho de 2019

Cléber Coimbra
Nesta semana, perdemos uma das pessoas que mais apoiaram e colaboraram para o crescimento da Associação Amigos do Museu de Valores, nosso sócio fundador Cléber José Coimbra. Seu falecimento ocorreu dia 8 de junho de 2019.

Ocupou por diversas vezes a Diretoria da Associação. Sempre disponível para os assuntos relativos à preservação da memória nacional, atuou de forma entusiástica e carinhosa na formação de iniciantes na arte do colecionismo. A numismática brasileira está de luto pela passagem de um dos seus maiores incentivadores e colaboradores.

Aos familiares e amigos de Cléber Coimbra nossas condolências. 
AAMV - Diretoria

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Divulgando o Museu de Valores - Doação de Moeda Eslovena

A equipe da embaixada da Eslovênia em visita ao Museu de Valores do Banco Central do Brasil, em 19 de fevereiro de 2019, dou uma moeda comemorativa de dois euros, emitida pelo Banco da Eslovênia em celebração ao "Dia Mundial das Abelhas". 
Valor facial: 2 Euros - Metal: Cuproníquel e  latão níquel
 Peso: 8,5 g - Diâmetro: 25,75 mm

O "Dia Mundial das Abelhas" é comemorado todo dia 20 de maio, data aprovada pela Assembléia Geral da ONU. 

A resolução da ONU foi iniciativa da Eslovênia e é um passo importante para a proteção e conscientização do papel desempenhado pelas abelhas no desenvolvimento sustentável.  

Existe grande preocupação nos círculos de conservação sobre o declínio da população de abelhas. Além do fornecimento do mel elas são essenciais nos serviços de polinização para a agricultura. Sem as abelhas, milhares de espécies de plantas podem desaparecer e a produção alimentar tornará praticamente impossível.
Embaixador Alain Brian Bergant e Carla Valente (Chefe do Museu de Valores)
Foto: créditos sítio embassybrasilia.com.br

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Qual sua coleção? Centro Cultural do Banco do Brasil

A mostra "Qual a sua coleção" chega na sua terceira edição apresentando ao público diversos acervos de selos, moedas, cartões postais, disco de vinil, entre outros objetos que marcaram décadas passadas. Realização CCBB e parceria grupo Tribos Retrô. 

A Associação Amigos do Museu de Valores fará presença no evento, dias 25 e 26 de maio, com a lojinha e divulgando o Museu de Valores do Banco Central.

sábado, 1 de dezembro de 2018

Eleição da AAMV - Biênio 2019-2020

Foi eleita, por unanimidade, a chapa "Viva!", composta pelos seguintes membros:

Diretoria
Presidente: Denir Mendes Miranda
Diretora Cultura: Simone Ferreira Gaspar de Oliveira
1ª Tesoureira: Bárbara Jacarandá Bianco
2ª Tesoureiro: Fernando Gurgel
Secretário: Lengruber Alves Damasceno

O Conselho Fiscal ficou assim composto:

Titulares
Telma Cristina Soares Ceolin, Presidente do Conselho
Ricardo Paiva Martins
Regina Celi da Rocha Fragoso

Suplentes
Cristina Ghidetti Estrela
Nohá Fernandes Cláudio
Misael José Viana

Diretoria da AAMV - Eleição
Brasília DF, 20 de novembro de 2018

terça-feira, 20 de novembro de 2018

AAMV - Eleições para o biênio 2019/2020

Na tarde dessa terça-feira, 20 de novembro de 2018, na Sala de Atividades do Museu de Valores, no Ed. Sede do Banco Central, durante a Assembléia Geral Ordinária foram realizadas as eleições para escolha da nova Diretoria da Associação Amigos do Museu de Valores.

Foi eleita, por unanimidade, a chapa "Viva!"  encabeçada por Denir Mendes de Medeiros, um dos fundadores da Associação e primeiro presidente da Associação (ano de 2002).  A nova diretoria  conta com a participação dos associados: Barbara, Cristina, Denir, Fernando, Lengruber, Misael, Noha, Regina, Ricardo, Simone e Telma. Publicaremos em breve a relação dos eleitos e seus cargos.
Clique na imagem para expandir

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

11º Encontro Nacional de Colecionismo - Brasília

Começa hoje e vai até o domingo (9 a 11 de novembro) o Encontro Nacional de Colecionismo, evento patrocinado pela AFNB, Prestigie!! Palestras de numismática e filatelia (Correios), comercialização e leilão de peças de numismática, filatelia, cartofilia, escripofilia, miniaturas e diversos outros tipos de colecionáveis. 

Confirmadas presenças Sociedade Brasileira de Numismática, Correios do Brasil, Amigos  do Museu de Valores e dos principais comerciantes e colecionadores do país. Clique aqui e veja toda programação. Entrada Franca local do evento Hotel Mercure - Setor Hoteleiro Norte. 

sábado, 15 de setembro de 2018

Edital de Abertura de Inscrições de Chapas - Biênio 2019-2020

Publicamos o Edital de Abertura Inscrições de Chapas e o formulário para preenchimento de inscritos que dizem respeito a deflagração do processo de Eleição da AAMV - Associação Amigos do Museu de Valores do Banco Central. Para melhor visualização da documentação clique nas imagens.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Edital de Convocação de Assembléia Geral Ordinária

A Associação Amigos do Museu de Valores - AAMV convoca Assembléia Geral Ordinária para o dia 20 de novembro de 2018, às 15h, na Sala de Atividades do Museu de Valores, no Ed Sede do BCB- SBS - Quadra 3 - Bloco B - 1o. SS, em Brasília - DF. Leia o edital de convocação abaixo, para melhor visualização clique na imagem do documento.

sábado, 25 de agosto de 2018

A Associação Amigos do Museu de Valores - AAMV lamenta e está de luto pela passagem do Senhor José Maria dos Anjos.

Sócio fundador e membro da Diretoria da AAMV sempre disposto a ajudar, participou efetivamente de quase todas as diretorias da Associação. Que Deus o tenha consigo e leve conforto a todos os familiares e amigos.

                                 AAMV - Diretoria e Associados.

quarta-feira, 18 de julho de 2018

De artistas a membros da realeza, mulheres estampam cédulas e moedas ao redor do mundo

"A autoria dessa matéria é do Museu de Valores do Banco Central do Brasil e  pode ser acessada através do sítio "bcb.gov.br", publicação de 23 de junho de 2017". A transcrição tem por objetivo divulgar a imagem e as atividades do Museu de Valores, dando conhecimento de suas pesquisas e de parte do seu acervo cultural. Associação Amigos do Museu de Valores.
"​De 19 a 25 de junho, instituições culturais e museus do mundo todo participam do Museum Week, iniciativa criada em 2015 para unir um público amplo, de forma divertida e participativa, em torno de postagens temáticas no Twitter. Este ano, são sete as hashtages sugeridas: #FoodsMW, #SportsMW, #MusicMW, #StoriesMW, #BooksMW, #TravelsMW e #HeritageMW. Além disso, estão sendo incentivadas ao longo do ano postagens com a hashtag #WomenMW, em homenagem às mulheres e à igualdade de gênero.
Confira a seguir a história de figuras femininas que, pelo seu papel na sociedade, ilustraram cédulas e moedas de diversos países. Elas foram escolhidas para representar o Museu de Valores do BC na Museum Week. As peças fazem parte do acervo e algumas delas estão expostas no Museu. 

Brasil
Princesa Isabel (1846 – 1921)
No Brasil, poucas mulheres apareceram em cédulas. A primeira foi a princesa Isabel, filha mais velha de Dom Pedro II, herdeira presuntiva do trono no Brasil. Conhecida como “Redentora”, ela foi a primeira mulher a se tornar senadora. A princesa aliou-se aos movimentos abolicionistas incipientes, assinando a Lei do Ventre Livre, em 1871, que foi o primeiro passo efetivo para o fim da escravidão no Brasil – a lei estabelecia que todos os filhos de escravos estavam livres. Em 1888, durante sua terceira e última regência, assinou a Lei Áurea, que extinguia a escravidão no Brasil. Em 1889, foi instaurada a república no Brasil e a família real foi obrigada a buscar asilo na Europa. Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bragança e Bourbon passou seus últimos trinta anos de vida vivendo na França e faleceu em 14 de novembro de 1921.